Incra Goiás adere ao processo eletrônico para desburocratizar serviços

logo-meiopixel
Com o novo sistema, todos os processos e documentos serão digitais, permitindo o acompanhamento on line por parte dos interessados.

A menos de um mês para a implantação do Sistema Eletrônico de Informação (SEI), 70% dos servidores já estão capacitados a usar o sistema que vai substituir os processos em papel.

O objetivo é dar mais celeridade ao trâmite dos processos e, consequentemente, ao serviço prestado ao cidadão.

Outra vantagem é que o servidor vai poder acessar e alterar o conteúdo do processo utilizando qualquer dispositivo com acesso à internet, sem a necessidade de estar presente no Incra. Assinaturas e despachos também serão feitos dentro do sistema.

O SEI está sendo implantado em todo a administração federal. O Incra deverá passar a utilizar a nova ferramenta a partir do dia 02 de outubro.

palestra-sei
Ontem, o Grupo de Trabalho (GT) responsável pela implantação no Incra Goiás apresentou um panorama do trabalho e novidades sobre a utilização do SEI.

Com a adesão dos servidores – mais de 70% já estão capacitados, a implantação deve ocorrer conforme o plano de trabalho.

A partir do dia 02 de outubro, todos os novos processos serão abertos exclusivamente via SEI. E até o fim do ano, o GT espera digitalizar todos os processos em tramitação.

 

Anúncios
Incra Goiás adere ao processo eletrônico para desburocratizar serviços

Convite

Reunião na Comunidade Machadinho

A Superintendência Regional do Incra em Goiás convida toda comunidade do Projeto de Assentamento Acaba Vida, em especial os moradores do Vale do São José, para uma reunião no dia 31 de agostoquinta-feira, às 13 horas, na Comunidade Machadinho.

Na ocasião será dado início aos trabalhos de identificação dos moradores do assentamento. Contaremos com a presença de técnicos do Incra, Ministério Público Federal e demais autoridades competentes.

Esperamos todos lá.

SERVIÇO:
Pauta: Reunião sobre os trabalhos dentro do assentamento Acaba Vida
Local: Comunidade Machadinho – assentamento Acaba Vida
Data: 31/08/207 – quinta-feira
Horário: 13 horas
Público preferencial: moradores do Vale do Córrego São José
Nota

Convênio de R$ 2,1 milhões levará infraestutura a cinco assentamentos goianos

go-ass-convenio-goias-jt-2407

O Incra Goiás e a Prefeitura da Cidade de Goiás assinaram, ontem (24), um termo de compromisso (proposta Siconv 00029/2017) para celebração de convênio no valor de R$ 2.122.745,41 – neste total está incluída a contrapartida do município de R$ 63.682,36.

O recurso global será para obras de infraestrutura (reparação e construção de pontes, estradas e bueiros, por exemplo) em cinco assentamentos:

  • São Carlos (R$ 947.134,42);
  • Mosquito (R$ 444.384,49);
  • Holanda (R$487.817,02);
  • Mata do Baú (R$12.850,91) e
  • Vila Boa (R$ 230.558,57).

Os serviços vão beneficiar 278 famílias. A solenidade de assinatura ocorreu na cidade de Goiás, no jardim do Palácio Conde dos Arcos, como agenda do município e do governo estadual.

go-ass-convenio-obras-documento-240717.jpg

Até esta terça-feira (25), por uma tradição histórica, a cidade funciona como sede do governo para relembrar o fato de ter sido a primeira capital do Estado – a antiga Vila Boa, fundada no século XVIII, período da mineração.

A cerimônia que deu os primeiros passos para celebração do convênio Incra/Prefeitura de Goiás contou com a presença do governador Marconi Perillo, que assinou o documento como testemunha; da prefeita do município, Selma de Oliveira Bastos Pires; do Ouvidor Agrário Nacional, Jorge Tadeu Jatobá Correia, no ato representando a presidência do Incra; do superintendente do Incra em Goiás, Eurípedes Malaquias de Souza, do seu substituto, Gilson de Oliveira Filho, além de outros servidores da Instituição, autoridades legislativas e militares e dezenas de assentados.

O superintendente Eurípedes Malaquias de Souza explicou que assim que for celebrado o convênio, as obras deverão ser concluídas em 660 dias corridos.

Ex-superintendente do Incra em Goiás, o ouvidor Jorge Tadeu Jatobá ressaltou que a parceria entre a Prefeitura e o Incra é muito importante para melhorar a vida e o trabalho nos assentamentos. “Eles precisam de vias de acesso estruturadas para otimizar o trânsito das famílias, o transporte escolar e escoamento da produção”.

Governo estuda viabilidade de patrulhas nos assentamentos

 

go-ass-convenio-obras-gov-240717

Após assinatura do termo de compromisso entre Incra e a Prefeitura, o governador Marconi Perillo falou ao público da solenidade.

Em reposta às demandas que recebeu dos agricultores, que foram apresentadas pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais da cidade de Goiás e Faina, Lindovan Gomes, Perillo disse que vai estudar a possibilidade de uma das patrulhas agrícolas do governo estadual ser destinada para atendimento exclusivo dos assentamentos da reforma agrária.

No município de Goiás, existem 24 assentamentos – incluindo o primeiro criado pelo Incra no estado – e 778 famílias de trabalhadores rurais.

O forte da produção está na pecuária leiteira, criação de animais de pequeno porte e cultivo de hortaliças.

Convênio de R$ 2,1 milhões levará infraestutura a cinco assentamentos goianos

Ocupação na manhã de hoje suspendeu nossas atividades temporariamente

go-ocupa1907

Lamentavelmente, nossas atividades estão suspensas temporariamente devido a uma ocupção da sede do Incra Goiás, nesta manhã (19/07), por manifestantes ligados aos movimentos sociais de luta pela terra.

Os portões foram trancados e os servidores impedidos de entrar no prédio.

Retomaremos o atendimento ao cidadão tão logo nossa sede seja desocupada.

Ocupação na manhã de hoje suspendeu nossas atividades temporariamente

Atenção: estamos sem serviço de telefonia.

info-semtelefone

Um defeito na nossa central de telefonia deixou os nossos telefones mudos, hoje (17). Previsão é que o serviço seja retomado até dia 19 (quarta-feira).

Enquanto isso, entre em contato através do nosso e-mail, direntamente na nossa sede – em Goiânia, por aqui (blog) ou pelo Twitter (@incra_goias).

Agradecemos a compreensão de todos!

Atenção: estamos sem serviço de telefonia.

Incra cria assentamento para 60 famílias em Vila Propício

go-info-marly

O Incra Goiás criou o 305º assentamento de reforma agrária no estado, através de uma portaria publicada ontem (11), no Diário Oficial da União.

Denominado Marly Peixoto de Oliveira – homenagem à ex-servidora aposentada da Instituição (veja abaixo) – o novo assentamento tem capacidade para abrigar até 60 famílias de trabalhadores rurais sem terra.

O Marly Peixoto de Oliveira será implantado na antiga fazenda Bom Jesus Brejão, com 1.354,8541 hectares, desapropriada pelo Incra por ser improdutiva.

O decreto declaratório de interesse social foi publicado em 2014 e a posse do imóvel foi dada ao Incra, pela Justiça, em fevereiro de 2017.

A título de indenização, o Incra investiu R$ 7,5 milhões pela aquisição da fazenda Bom Jesus. Cada família beneficiada deverá pagar ao Incra pelo lote recebido, em parcelas anuais.

O imóvel possui duas casas em alvenaria – a da sede e uma de funcionários – pastos, curral coberto, cochos, um ribeirão e um córrego, represas e açudes e cerca de 3,5 km de estradas vicinais carroçáveis.

De acordo com o laudo agronômico, são indicadas para o local a implantação de culturas de ciclo curto, especialmente as resistentes ao veranico, e às de ciclo médio e permanente, assim como exploração pecuária e sivicultura. Há ainda orientação para o cultivo de hortas, lavouras temporárias e pastagem.

O novo assentamento será o sexto implantado no município, que já abriga o Serana, Santa Clara, Acanjarana, o Dandara e o Maria Cícera das Neves.

Próximos passos

O Incra vai realizar estudos, em conjunto com os beneficiários, para determinar a ocupação do imóvel e o parcelamento da fazenda em lotes, respeitadas as áreas de reserva legal, de preservação peramanente e comunitárias. Só então as famílias irão para seus lotes respectivos.

Nesse ínterim, o Incra repassará créditos para os trabalhadores se manterem na terra enquanto aguardam a conclusão dos trabalhos.


 

marly-montagem

Marly Peixoto de Oliveira Esteves foi servidora do Incra, no cargo de Assistente de Administração, de 1966 a 1991, quando se aposentou. Atuou em diversas áreas dentro da instituição, inclusive à frente da associação de servidores. Faleceou em fevereiro de 2010.

Incra cria assentamento para 60 famílias em Vila Propício